Reforma tributária: como as mudanças afetam seu dia a dia

Na reta final de 2021, um dos principais assuntos em debate foi a Reforma Tributária e os efeitos que ela pode trazer para a economia do país em 2022. Entretanto, qual é a grande discussão ao redor desta nova reforma?

Primeiramente, é importante lembrar que o sistema tributário do Brasil é um dos mais complexos e burocráticos do mundo e, há muitos anos, uma reforma é debatida, tanto para rever as cargas tributárias quanto para simplificar e atualizar os processos envolvidos.

No momento, duas propostas estão em destaque no Congresso Nacional: a PEC 110/2019 e a PEC 45/2019. Reunimos os pontos de mudança que estão chamando mais a atenção dos brasileiros para mostrar como a Reforma Tributária pode influenciar seu dia a dia.

Alteração no Imposto de Renda

Primeiramente, a isenção do Imposto de Renda mudaria para contribuintes com renda mensal de até R$2.500,00. É um aumento expressivo em relação ao requisito atual, que é de até R$1.903,98 por renda mensal. Dessa forma, cerca de 5 milhões de brasileiros se tornam isentos da declaração de Imposto de Renda após a vigência da Reforma Tributária.

Mudança no Lucro Real

Para quem está comandando um empreendimento, a Reforma também trará mudanças importantes. Uma delas é a extinção do pagamento mensal no modelo tributário conhecido como Lucro Real. Na Reforma Tributária, apenas a cobrança trimestral seria realizada às empresas que se encaixam no regime.

Redução na alíquota IRPJ e CSL

Assim como no caso da pessoa física, o IRPJ (Imposto de Renda de Pessoa Jurídica) e CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) também sofreriam alterações, de acordo com as propostas em destaque. Enquanto o IRPJ sofre uma queda para 18% de alíquota, o CSLL passa para 14%.

Quais são suas principais dúvidas sobre a Reforma Tributária? Compartilhe nos comentários abaixo! Para contar com os serviços especializados da equipe Guimarães Toqueton, entre em contato por meio do link.